Etapas do Projeto Uma Universidade Distrital

O Projeto de Pesquisa “Uma Universidade Distrital” foi celebrado em 2020 com o propósito de fortalecer as políticas de educação superior no Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride-DF). Ele se estrutura em quatro etapas por meio das quais são conduzidos os estudos e atividades necessários à implantação da Universidade do Distrito Federal (UnDF) “Professor Jorge Amaury Maia Nunes”. 

 

As etapas: 

  1. Estudos de viabilidade de uma universidade distrital 
  2. Pesquisa de modelos inovadores de gestão universitária: realização de benchmarking nacional e internacional
  3. Pesquisa de modelos inovadores de gestão universitária: proposta de modelagem para estruturação de uma universidade distrital
  4. Pesquisa de metodologias e/ou tecnologias inovadoras de ensino superior

Todas as ações desenvolvidas dentro do escopo do projeto estão voltadas ao desenvolvimento da Ride-DF nas esferas social e econômica. 

 

O plano de trabalho se iniciou com a comprovação de viabilidade da nova instituição. A isto seguiu a identificação de modelos de gestão inovadores, bem como metodologias e tecnologias de ensino superior atrativas, permitindo à UnDF “Professor Jorge Amaury Maia Nunes” a incorporação das melhores práticas universitárias. 

 

Para enriquecer o percurso, o Projeto “Uma Universidade Distrital” prevê a realização de seminários, encontros e fóruns de debates sobre gestão inovadora da educação superior com ênfase nas áreas relativas à inovação, às tecnologias e às engenharias.

Entenda cada etapa:

 

1. Estudos de viabilidade de uma universidade distrital

Fase inicial de identificação da oferta de educação superior no Ride-DF; caracterização da demanda e construção do perfil dos estudantes e do ambiente de trabalho. 

 

Esta etapa resultou no mapa da educação superior no Distrito Federal e entorno a partir de análises documental e bibliográfica, grupos focais e questionários direcionados. A ênfase esteve nas áreas de inovação, tecnologia e engenharias. A partir do diagnóstico se observou o predomínio de instituições não-universitárias e privadas diante de uma demanda crescente da sociedade por maior acesso à educação superior gratuita. 

 

Os custos para implantação de uma universidade distrital, bem como as perspectivas ante instituições e grupos parceiros completaram esta fase inicial. 

 

 

2. Pesquisa de modelos inovadores de gestão universitária com a realização de benchmarking nacional e internacional

A construção de subsídios para estruturação da UnDF, levantando processos e práticas de gestão, avaliação e desempenho de instituições destacadas por formas de gestão inovadoras compõem esta fase do projeto. 

 

Estiveram sob análise seis universidades nacionais públicas e privadas e quatro internacionais. Dentre as melhores práticas observadas constaram gestão descentralizada e participativa; atividades de sustentabilidade no campus; turmas reduzidas; políticas de extensão com escritórios de engajamento comunitário e investimento em projetos articulados com o setor produtivo.

 

A segunda fase do projeto contempla, ainda, seminários, encontros e fóruns de debates sobre gestão inovadora da educação superior.

 

 

3. Pesquisa de modelos inovadores de gestão universitária: proposta de modelagem para estruturação de uma universidade distrital

O objetivo desta etapa é propor um modelo pedagógico baseado em metodologias e tecnologias inovadoras. Assim, correspondem às atividades deste momento a elaboração das políticas de desenvolvimento institucional, acadêmicas, de gestão e de planejamento e avaliação.

 

Também nesta fase são construídas as macropolíticas de educação a distância (EaD) e documentos como a Proposição de Estatuto Universitário, além de outros capazes de guiar as avaliações institucionais e a integração da UnDF com outras instituições. No foco dessas integrações estão unidades de ensino superior, de pós-graduação, de pesquisa, organizações públicas e privadas e ambientes do mercado de trabalho com ênfase nas áreas relativas à inovação, às tecnologias e às engenharias. 

 

 

4. Pesquisa de metodologias e/ou tecnologias inovadoras de ensino superior. 

Etapa final, é neste momento que o projeto da UnDF toma corpo. 

 

Deste modo, são concretizadas, aqui, atividades como a proposição das arquiteturas curriculares; formulação de instrumentos de avaliação acadêmica; proposição dos regulamentos e projetos pedagógicos, além dos currículos dos cursos e o desenvolvimento de plataforma de educação a distância (EaD).

 

Também são estabelecidas nesta fase as formas e implementação dos serviços digitais da nova instituição como o projeto de biblioteca virtual; o sistema informatizado de gestão acadêmica e o projeto da estrutura tecnológica computacional, este com capacidade de processamento compatível às demandas necessárias ao funcionamento da universidade distrital.